O que você precisa saber para montar a Comissão de Formatura?

Pra começar, a Comissão é basicamente um grupo de alunos que se voluntaria para se tornar responsável por centralizar as informações, organização e execução dos assuntos e detalhes relacionados à formatura. A principal função que eles têm é definir a melhor forma de reunir, cobrar, guardar e investir o valor necessário para a realização dos eventos, escolher os alunos que serão oradores e juramentistas, indicar o professor que será o paraninfo, escolher professores homenageados, indicar um patrono e analisar as propostas de empresas que organizam os eventos.

Os grupos de comissão são basicamente compostos por sete cargos:

Presidente: Cargo de maior responsabilidade, o presidente é o principal membro da comissão. Ele ou ela é quem vai presidir as reuniões e autorizar as ações já decididas. Por isso, é preciso que seja uma pessoa de confiança da turma e da comissão.

Vice-Presidente: É quem substituirá as funções do presidente em caso de ausência, além de auxiliá-lo em questões mais complicadas.

Secretário: Tem o compromisso de manter a agenda da comissão atualizada e, como tarefa mais importante, colocar as decisões tomadas pelo grupo em ata, que ficará sob sua responsabilidade. Para esse cargo é importante indicar uma pessoa organizada.

Vice-Secretário: Assim como o vice-presidente, é um cargo para substituir o seu predecessor. É uma função opcional, requerida apenas se a comissão achar a tarefa muito extensa para um secretário.

Tesoureiro: Responsável por todo o controle financeiro da comissão, pagamentos, arrecadação das mensalidades dos estudantes e o balanço da conta bancária. Também fica encarregado de manter um registro escrito de todas as negociações. Para o cargo é preciso alguém responsável, principalmente em relação à datas. Por assinar documentos de teor financeiro, o tesoureiro e o vice tesoureiro precisarão ter situação regularizada junto à Receita Federal.

Vice-Tesoureiro: Visto que o papel de tesoureiro é de grande responsabilidade, a utilidade de um vice para o cargo se faz quase sempre obrigatória. Ele será responsável por auxiliar o tesoureiro, mas não terá nenhum documento em sua posse.

Conselheiro: Responsável por orientar nas decisões tomadas pelo grupo. É um cargo opcional.

Leave a Comment